Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas

Domine os principais aspectos do debate sobre a gestão das águas, indo muito além do contexto de secas e de enchentes no país.

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas
Course Format Icon

Modalidade Live Learning

Icone Relógio Carga horária: 30 horas

Em breve nova turma.

Como fazer para que o cuidado com as águas seja uma agenda prioritária do país e não ocupe nossas atenções apenas quando situações extremas de excesso ou escassez acontecem? Para que se tenha uma ideia, no Brasil, somos mais de 39,3 milhões de pessoas sem acesso à água e 99,8 milhões sem coleta e tratamento de esgoto. Temos mais de 110 mil km de rios poluídos e, apenas em 2020, foram registrados 489 conflitos pela água no país.

No curso, os participantes irão se debruçar sobre assuntos como a garantia dos usos múltiplos da água por distintas áreas em um cenário de escassez, as dificuldades de equacionar a relação entre demanda e oferta, os processos de urbanização e concentração populacional e a necessidade de desenhar estratégias de proteção das áreas de mananciais. Também serão abordados os desafios para o Brasil alcançar a meta de universalização do acesso ao saneamento básico até 2033, os investimentos necessários para garantir essas condições e os riscos e possibilidades que o novo marco legal do setor enseja a partir da legislação aprovada em 2020 (Lei Federal No. 14.026). 

O programa é destinado tanto para um público mais próximo à temática como para interessados nos temas relacionados ao meio ambiente. Os participantes irão aprofundar seus conhecimentos por meio da análise de casos, exploração de bases de dados e participação de dinâmicas para o emprego dos conceitos adquiridos.

Viva uma experiência transformadora com o Insper!

Valor integral R$ 2.783,00

Valor para matrícula antecipada R$ 2.504,70

Valor para Alumni R$ 2.088,00

Formas de pagamento

  • À vista no boleto ou cartão de crédito
  • Ou parcele em até 10X sem juros no cartão de crédito

Por que fazer o curso?

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (1)

Garantir os usos múltiplos da água por distintas áreas em um cenário de escassez;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (2)

Saber equacionar a relação entre demanda e oferta;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (3)

Entender os processos de urbanização e concentração populacional;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (4)

Saber desenhar estratégias de proteção das áreas de mananciais;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (5)

Entender quais são os principais riscos consequentes da ausência de uma boa gestão das águas;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (6)

Entender a relação direta que a ciência aponta entre mudanças climáticas e segurança hídrica;

Gestão das Águas no Contexto das Mudanças Climáticas (7)

Atuar de maneira sólida na agenda da segurança hídrica no Brasil.

O que você precisa saber

Perfil

Gestores de empresas de saneamento, profissionais do setor financeiro, investidores, analistas de risco, membros de organizações da sociedade civil, pesquisadores, integrantes de comitês de bacias hidrográficas, representantes de órgãos de governo e de agências reguladoras e interessados no tema.

Pré-requisitos

É necessário ter formação superior completa.

O que você vai aprender

Os conteúdos foram organizados em três blocos:

→ Panorama da segurança hídrica no Brasil e no mundo;

→ Ações concretas para a segurança hídrica nos municípios (a partir de experiências recentes de enfrentamento de crises dessa ordem);

→  Desafios para a universalização do saneamento básico no país, tendo em vista o Marco Legal do Saneamento Básico de 2020.

Corpo Docente

A maioria dos nossos professores é de mestres e doutores oriundos de renomadas escolas nacionais e internacionais e/ou executivos com extensa experiência profissional e prática.

Marussia Whately

Marussia Whately

Arquiteta e urbanista com especialização em gestão de recursos hídricos. Coordenou o Programa Mananciais pelo Instituto Socioambiental (ISA). Foi uma das idealizadoras da Aliança pela Água. É diretora do Instituto Água e Saneamento (IAS), organização da sociedade civil que desenvolve pesquisa, sistematiza e organiza informações e soluções sobre o acesso à água e esgoto no Brasil.

Marussia Whately

Marussia Whately

Arquiteta e urbanista com especialização em gestão de recursos hídricos. Coordenou o Programa Mananciais pelo Instituto Socioambiental (ISA). Foi uma das idealizadoras da Aliança pela Água. É diretora do Instituto Água e Saneamento (IAS), organização da sociedade civil que desenvolve pesquisa, sistematiza e organiza informações e soluções sobre o acesso à água e esgoto no Brasil.

X

Arquiteta e urbanista com especialização em gestão de recursos hídricos. Coordenou o Programa Mananciais pelo Instituto Socioambiental (ISA). Foi uma das idealizadoras da Aliança pela Água. É diretora do Instituto Água e Saneamento (IAS), organização da sociedade civil que desenvolve pesquisa, sistematiza e organiza informações e soluções sobre o acesso à água e esgoto no Brasil.

Vicente Andreu Guillo

Vicente Andreu Guillo

Estatístico pela Unicamp. Foi Diretor-Presidente da Agência Nacional de Águas (2010-2018), Presidente da SANASA-Campinas/SP, Secretário Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente de Campinas/SP e Secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

Vicente Andreu Guillo

Vicente Andreu Guillo

Estatístico pela Unicamp. Foi Diretor-Presidente da Agência Nacional de Águas (2010-2018), Presidente da SANASA-Campinas/SP, Secretário Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente de Campinas/SP e Secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

X

Estatístico pela Unicamp. Foi Diretor-Presidente da Agência Nacional de Águas (2010-2018), Presidente da SANASA-Campinas/SP, Secretário Municipal de Planejamento Urbano e Meio Ambiente de Campinas/SP e Secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente.

Karla Bertocco

Karla Bertocco

Formada em administração Pública (FGV) e direito (PUC/SP). Foi subsecretária de Parcerias e Inovação do Governo de São Paulo, presidente da Sabesp e diretora do BNDES. Atualmente é consultora em infraestrutura e saneamento, associada da Mauá Capital e conselheira de administração da Corsan.

Karla Bertocco

Karla Bertocco

Formada em administração Pública (FGV) e direito (PUC/SP). Foi subsecretária de Parcerias e Inovação do Governo de São Paulo, presidente da Sabesp e diretora do BNDES. Atualmente é consultora em infraestrutura e saneamento, associada da Mauá Capital e conselheira de administração da Corsan.

X

Formada em administração Pública (FGV) e direito (PUC/SP). Foi subsecretária de Parcerias e Inovação do Governo de São Paulo, presidente da Sabesp e diretora do BNDES. Atualmente é consultora em infraestrutura e saneamento, associada da Mauá Capital e conselheira de administração da Corsan.

Guilherme Barbosa Checco

Guilherme Barbosa Checco

Mestre em Ciência Ambiental (USP) e Bacharel em Relações Internacionais (PUC/SP). Coordenador de Pesquisas no Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Think tank socioambiental, onde lidera os trabalhos na agenda de Segurança Hídrica, que exploram as diferentes políticas setoriais que impactam essa agenda, o reconhecimento do acesso ao saneamento como direitos humanos, a tarifa de saneamento como potencial instrumento para uma mudança de paradigma, estratégias para proteção dos mananciais e desenvolvimento local dessas áreas, entre outros.

Guilherme Barbosa Checco

Guilherme Barbosa Checco

Mestre em Ciência Ambiental (USP) e Bacharel em Relações Internacionais (PUC/SP). Coordenador de Pesquisas no Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Think tank socioambiental, onde lidera os trabalhos na agenda de Segurança Hídrica, que exploram as diferentes políticas setoriais que impactam essa agenda, o reconhecimento do acesso ao saneamento como direitos humanos, a tarifa de saneamento como potencial instrumento para uma mudança de paradigma, estratégias para proteção dos mananciais e desenvolvimento local dessas áreas, entre outros.

X

Mestre em Ciência Ambiental (USP) e Bacharel em Relações Internacionais (PUC/SP). Coordenador de Pesquisas no Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS), Think tank socioambiental, onde lidera os trabalhos na agenda de Segurança Hídrica, que exploram as diferentes políticas setoriais que impactam essa agenda, o reconhecimento do acesso ao saneamento como direitos humanos, a tarifa de saneamento como potencial instrumento para uma mudança de paradigma, estratégias para proteção dos mananciais e desenvolvimento local dessas áreas, entre outros.

Samuel Barreto

Samuel Barreto

Biólogo e Mestre em Sustentabilidade (FIA-FEA/USP). Gerente Nacional de Água da The Nature Conservancy no Brasil.

Samuel Barreto

Samuel Barreto

Biólogo e Mestre em Sustentabilidade (FIA-FEA/USP). Gerente Nacional de Água da The Nature Conservancy no Brasil.

X

Biólogo e Mestre em Sustentabilidade (FIA-FEA/USP). Gerente Nacional de Água da The Nature Conservancy no Brasil.

João Paulo Capobianco

João Paulo Capobianco

Biólogo e Doutor em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo. Foi Secretário Nacional de Biodiversidade e Florestas e Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente entre os anos de 2003 e 2008. Vice-presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, think tank do campo socioambiental.

João Paulo Capobianco

João Paulo Capobianco

Biólogo e Doutor em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo. Foi Secretário Nacional de Biodiversidade e Florestas e Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente entre os anos de 2003 e 2008. Vice-presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, think tank do campo socioambiental.

X

Biólogo e Doutor em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo. Foi Secretário Nacional de Biodiversidade e Florestas e Secretário Executivo do Ministério do Meio Ambiente entre os anos de 2003 e 2008. Vice-presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, think tank do campo socioambiental.

Teresa Vernaglia

Teresa Vernaglia

Engenharia Elétrica, com MBA em Gestão de Negócios. Presidente da BRK Ambiental, empresa de saneamento presente em mais de 100 municípios brasileiros, em 13 diferentes estados.

Teresa Vernaglia

Teresa Vernaglia

Engenharia Elétrica, com MBA em Gestão de Negócios. Presidente da BRK Ambiental, empresa de saneamento presente em mais de 100 municípios brasileiros, em 13 diferentes estados.

X

Engenharia Elétrica, com MBA em Gestão de Negócios. Presidente da BRK Ambiental, empresa de saneamento presente em mais de 100 municípios brasileiros, em 13 diferentes estados.

Paulo Furquim de Azevedo

Paulo Furquim de Azevedo

É Professor Titular e coordenador do Centro de Regulação e Democracia (CRD) e professor em tempo integral nos cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado do Insper. É Graduado em Administração Pública pela FGV e é Mestre e Doutor em Economia pela FEA-USP. Foi Visiting Professor no MIT, em 2012, e Visiting Scholar na University of California at Berkeley, em 1994. Antes de se juntar ao Insper, foi professor da Sao Paulo School of Economics – FGV, bem como da USP e da UFSCar. Também é autor de diversos artigos e capítulos de livros sobre temas como defesa da concorrência, regulação, estratégias empresariais, organização dos mercados e da firma, e Direito e Economia. Por sua produção científica, é Bolsista de Produtividade do CNPq, tendo sido também parecerista e membro de conselhos editorais de diversas publicações científicas. Furquim já coordenou projetos temáticos junto à Fapesp, na área de instituições de mercado; ao IDB (Inter-American Development Bank), na área de políticas de desenvolvimento produtivo; e ao CEDES e CNJ, na área de Direito Econômico. A pesquisa de Furquim destaca-se por ser multidisciplinar. Ele tem contribuições nas áreas de organização industrial, defesa da concorrência, direito e economia, regulação e economia organizacional, tendo formado gerações de alunos nos mais diversos níveis (Graduação, Mestrado e Doutorado). Foi também Conselheiro do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de 2006 a 2009, tendo sido o seu presidente interino de agosto a novembro de 2008, quando acumulou experiência no enforcement de políticas de concorrência e regulação de mercados. Tem sido referenciado pela Global Competition Review – Who is Who, por diversos anos, como Leading Individual ou Most Highly Regarded Competition Economist in Brazil. Também recebeu, em 2016, o prêmio Competition & Anti-trust Advisory Firm Of The Year, da Corporate LiveWire – Global Awards.

Paulo Furquim de Azevedo

Paulo Furquim de Azevedo

É Professor Titular e coordenador do Centro de Regulação e Democracia (CRD) e professor em tempo integral nos cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado do Insper. É Graduado em Administração Pública pela FGV e é Mestre e Doutor em Economia pela FEA-USP. Foi Visiting Professor no MIT, em 2012, e Visiting Scholar na University of California at Berkeley, em 1994. Antes de se juntar ao Insper, foi professor da Sao Paulo School of Economics – FGV, bem como da USP e da UFSCar. Também é autor de diversos artigos e capítulos de livros sobre temas como defesa da concorrência, regulação, estratégias empresariais, organização dos mercados e da firma, e Direito e Economia. Por sua produção científica, é Bolsista de Produtividade do CNPq, tendo sido também parecerista e membro de conselhos editorais de diversas publicações científicas. Furquim já coordenou projetos temáticos junto à Fapesp, na área de instituições de mercado; ao IDB (Inter-American Development Bank), na área de políticas de desenvolvimento produtivo; e ao CEDES e CNJ, na área de Direito Econômico. A pesquisa de Furquim destaca-se por ser multidisciplinar. Ele tem contribuições nas áreas de organização industrial, defesa da concorrência, direito e economia, regulação e economia organizacional, tendo formado gerações de alunos nos mais diversos níveis (Graduação, Mestrado e Doutorado). Foi também Conselheiro do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de 2006 a 2009, tendo sido o seu presidente interino de agosto a novembro de 2008, quando acumulou experiência no enforcement de políticas de concorrência e regulação de mercados. Tem sido referenciado pela Global Competition Review – Who is Who, por diversos anos, como Leading Individual ou Most Highly Regarded Competition Economist in Brazil. Também recebeu, em 2016, o prêmio Competition & Anti-trust Advisory Firm Of The Year, da Corporate LiveWire – Global Awards.

X

É Professor Titular e coordenador do Centro de Regulação e Democracia (CRD) e professor em tempo integral nos cursos de Graduação, Mestrado e Doutorado do Insper. É Graduado em Administração Pública pela FGV e é Mestre e Doutor em Economia pela FEA-USP. Foi Visiting Professor no MIT, em 2012, e Visiting Scholar na University of California at Berkeley, em 1994. Antes de se juntar ao Insper, foi professor da Sao Paulo School of Economics – FGV, bem como da USP e da UFSCar. Também é autor de diversos artigos e capítulos de livros sobre temas como defesa da concorrência, regulação, estratégias empresariais, organização dos mercados e da firma, e Direito e Economia. Por sua produção científica, é Bolsista de Produtividade do CNPq, tendo sido também parecerista e membro de conselhos editorais de diversas publicações científicas. Furquim já coordenou projetos temáticos junto à Fapesp, na área de instituições de mercado; ao IDB (Inter-American Development Bank), na área de políticas de desenvolvimento produtivo; e ao CEDES e CNJ, na área de Direito Econômico. A pesquisa de Furquim destaca-se por ser multidisciplinar. Ele tem contribuições nas áreas de organização industrial, defesa da concorrência, direito e economia, regulação e economia organizacional, tendo formado gerações de alunos nos mais diversos níveis (Graduação, Mestrado e Doutorado). Foi também Conselheiro do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) de 2006 a 2009, tendo sido o seu presidente interino de agosto a novembro de 2008, quando acumulou experiência no enforcement de políticas de concorrência e regulação de mercados. Tem sido referenciado pela Global Competition Review – Who is Who, por diversos anos, como Leading Individual ou Most Highly Regarded Competition Economist in Brazil. Também recebeu, em 2016, o prêmio Competition & Anti-trust Advisory Firm Of The Year, da Corporate LiveWire – Global Awards.

Stela Goldenstein

Stela Goldenstein

Geógrafa. Foi Secretária Estadual de Meio Ambiente em São Paulo (1998-99) e e Municipal (2001-02). Foi diretora da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros. É coordenadora nacional do 2030 Water Resources Group, entidade vinculada ao Banco Mundial e ao International Finance Corporation (braço do Banco Mundial para financiar a iniciativa privada).

Stela Goldenstein

Stela Goldenstein

Geógrafa. Foi Secretária Estadual de Meio Ambiente em São Paulo (1998-99) e e Municipal (2001-02). Foi diretora da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros. É coordenadora nacional do 2030 Water Resources Group, entidade vinculada ao Banco Mundial e ao International Finance Corporation (braço do Banco Mundial para financiar a iniciativa privada).

X

Geógrafa. Foi Secretária Estadual de Meio Ambiente em São Paulo (1998-99) e e Municipal (2001-02). Foi diretora da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros. É coordenadora nacional do 2030 Water Resources Group, entidade vinculada ao Banco Mundial e ao International Finance Corporation (braço do Banco Mundial para financiar a iniciativa privada).

Processo Seletivo

Conheça as etapas para ingressar no curso:

01.

Preencha o formulário de inscrição

02.

Análise do seu perfil

03.

Aprovação

04.

Matrícula Digital

Programas específicos da área de Alta Gestão, passam pela etapa da entrevista anterior a aprovação.